Desenvolvimento Nordestino

com Responsabilidade Social e Ambiental

Rômulo de Almeida

Posted by Desenvolvimento Nordestino em agosto 12, 2007

Rômulo de Almeida

O construtor da moderna Bahia

História baiana

Folha de S. Paulo, 2/06/01

LUÍS NASSIF

“Chego à Bahia no mesmo momento em que ACM é
recepcionado no aeroporto. E isso em uma semana na
qual os desacertos administrativos do governo federal
ameaçam jogar o país em uma crise, pela imprevidência,
pela falta de noção de planejamento e de construção do
futuro.
Ao ver a multidão atopetando o aeroporto, ao sentir a
modernização que tomou conta da Bahia nas últimas
décadas, ao ver ACM sendo carregado em triunfo, me
lembrei dos estadistas que planejam o futuro.

A Bahia modernizou-se graças a um deles, talvez o
maior dos baianos, homem que, com seu sentido de
planejamento, sua visão de futuro, sua capacidade de
juntar em torno de si os melhores quadros técnicos,
ajudou a formar não apenas a nova Bahia como o novo
Brasil. Refiro-me a Rômulo de Almeida, o construtor da
moderna Bahia.

Conheci Rômulo em 1977, quando decidi levantar a
história da Petrobras e da campanha do “petróleo é
nosso”, em um período no qual a história pré-64 estava
varrida do mapa. Rômulo havia sido o criador do
Departamento Econômico da Confederação Nacional da
Indústria (CNI), em meados dos anos 40. Depois, foi
indicado para compor a assessoria econômica especial
do presidente Getúlio Vargas, em 1950. Nessa condição,
foi o formulador do projeto original da Petrobras e da
Eletrobrás, o homem que pensou os primeiros projetos
para o Nordeste e que ajudou a criar o Banco do
Nordeste Brasileiro (BNB).

Diferentemente de muitas eminências atuais, tinha por
hábito a fidelidade a quem caía. Depois que Vargas se
suicidou, recusou convite de Café Filho para
permanecer no cargo, em um episódio inédito nos anais
do funcionalismo público brasileiro.

Voltou paras a Bahia e, por meio da Comissão de
Planejamento Econômico (CPE), primeiro, e, depois, da
empresa de consultoria que criou -a Clan, Consultoria
e Planejamento S.A.-, preparou os estudos que lançaram
as bases da moderna Bahia. De lá saíram o Plano de
Turismo do Recôncavo, os Termos de Referência para o
Pólo Petroquímico do Nordeste, o distrito industrial
de Aratu, o modelo petroquímico de Camaçari, projetos
urbanísticos. Por suas mãos passaram os melhores
quadros baianos, formados dentro das mais eficientes
técnicas de planejamento. Poderia ter-se tornado
grande empresário, recusou. Sua vocação era ser um
agente permanente do desenvolvimento nacional e de sua
terra.

Foi afastado do mapa baiano a partir de 1970, vitimado
por implacável perseguição do novo governo baiano, que
acabou por levar ao fechamento da Clan. Mesmo assim
prosseguiu sem denodo, ajudando na definição do modelo
tripartite, que permitiu a viabilização do Pólo
Petroquímico de Camaçari.

Quando se vai à Bahia, sua presença está em todos os
lugares; seu nome, em nenhum. Suas idéias
frutificaram, consolidaram a noção de planejamento.
Ao ver ACM sendo recebido em festas por um Estado que
se regozija de estar caminhando rumo à modernidade, a
lembrança de Rômulo me veio imediatamente à mente.
Porque foi justamente o governo ACM que decretou a
liquidação da Clan. E, sendo seu algoz, acabou se
beneficiando dos quadros que Rômulo criou e das idéias
que plantou.

Por isso, ao ver ACM chegar ao aeroporto Luís Eduardo
Magalhães e caminhar vitorioso pela avenida Antonio
Carlos Magalhães, me ocorreu que há algo faltando na
reconstituição da história baiana.”

LUÍS NASSIF

TOPICO RELACIONADO: http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=6205238&tid=2487702125074134372

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: